Resenha/Comentário – A Esperança

Continuando a falar da série Jogos Vorazes hoje vou resenhar/comentar o terceiro livro da série, A Esperança.

A Esperança – Suzanne Collins
 Rocco – 421Pág

Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. 
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. 
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra? 
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.

 

A 75ª Edição dos Hunger Games foi interrompida, porém dessa vez não pela Panem e sim pelo Distrito 13.  Agora a guerra foi declarada e a Panem quer destruir cada distrito que se alia ao distrito 13.  Katniss tornou-se o simbolo da resistência, o Mockingjay, porém Katniss nunca foi carismática nunca foi um simbolo e se foi era por ter Peeta ao seu lado.  Mas agora Peeta está nas mãos da Panem enquanto Katniss está nas mãos do Distrito 13, e ambos no meio da guerra.

Essa série me surpreendeu muito desde o primeiro livro,  e com A Esperança não foi diferente. Nesse livro vemos a verdadeira guerra, e que nem sempre os lados opostos de uma guerra são realmente diferentes. Juro ao final do livro eu não gostava nem do Distrito 13 nem da Panem, não sei se esse era o objetivo da Suzanne mas foi o que me causou.

Se alguém até esse livro não havia percebido a fortíssima critica social que a série carrega, Collins deixa-a obvia ao explicar a estrutura da Sociedade (E explicar o nome “Panem”, do “Estado”) e finalmente sitando que a mesma é uma antiga politica chamada “Pão e Circo” (Panem at Circense).

Eu nunca fui fã do Gale, nunca mesmo, e nesse livro eu confirmo minhas suspeitas de que ele é um cara rancoroso e que acaba por gostar da guerra por ser uma forma de se vingar de tudo que a Panem fez a ele.  No primeiro livro Katniss e ele eram muito parecidos, ela também tinha ódio da Panem e queria vingança porém ao ver os dois lados ao conhecer o Capitol e mais que isso ao conhecer Peeta ela muda. E isso vai influenciar conclusão da série.

Quanto ao dito final, juro que fiquei um pouco decepcionada, não que não tenha gostado, esse tem toda a carga dramática  que eu esperava de uma série forte como essa. E juro que se foce diferente talvez tivesse me decepcionado com Katniss e até com a própria Suzanne Collins, porém eu adoro romances e sempre fico triste com finais por serem finais, por não nos deixarem mais ver o que acontece depois que a guerra acaba.

Tem como ler essa série  inteira e não querer o broxe do Mockingjay (Tordo) ? Obvio que foi uma das primeiras coisas que eu fui procurar depois de ler a série. E essa é a grande parte boa de uma série virar “modinha” é muito fácil achar coisas dela ;D~

Adquiri uma réplica do broxe na Lily Acessorios, além de produtos dos Jogos Vorazes eles trabalham também (e principalmente) com produtos de Harry Potter. Então pra quem estava procurando uma loja confiável,e que trabalhe com produtos de qualidade, eu não tive problemas em receber meu bottom.

Quanto a adaptação cinematografia de A Esperança, essa será dividida em 2 partes (Virou moda né??): A Esperança: Parte 1 tem estreia prevista para 21 de novembro de 2014 e A Esperança: Parte 2 para 20 de novembro de 2015.  Por um lado eu até gosto dessa divisão porque dá pra aproveitar bem o livro e teoricamente as adaptações ficam bem melhores com um tempo maior. Teoricamente, porque as vezes tempo de mais significa enrolação de mais na tela e no livro um ritmo mais lento significa monólogos internos dos personagens porém isso não é passado para a tela. Eu particularmente não gosto dessas divisões pela distancia de 1 ano entre uma parte e outra! Eu já devorei os livros e agora me fazem esperar até 2015 pra ver toda a série na telona! u.u” E outra coisa, até 2015 os tempos serão outros, as pessoas serão outras.  Espero apenas que os 4 filmes da série sejam tão bons quanto os livros, e consigam passar o que a Suzanne passa em seus livros, para que quem ainda não tenha lido os livros o faça porque vale muito a pena.

Anúncios